7.1.08

5 Comments:

Blogger Vítor Mácula said...

Bolas, maister :)

Mas o mais grave disto não é o factor específico do tabaco, mas o que se indicia antropologicamente pelo discurso que legitima tal. A redução tecnocrata de tudo à rentabilidade, mensurabilidade, eficiência, etc, num pseudo-cientismo que torna o acto de fumar um mero acto de sujar os pulmões. Da sua relação com a temporalidade, as palavras e música no ar, o fogo e o céu, nada. Significa para tal ponto de vista redutor, que aqueles que se embriagam de fumo, alcoóis e música num jazz bar o fazem por inconsciência ou estupidez. O humano como uma máquina bem oleada, é o que está por fundamento de tal discurso.

E isto ainda mal começou.

abraço

7/1/08 18:51  
Anonymous Anónimo said...

OLÁÁÁ!!!! :)))

Como fumadora, embora saudável,
... posso entrar?

Anonime

7/1/08 20:20  
Anonymous aquilária said...

não sou fumadora mas também não sou saudável.não sou ranhosa nem fanhosa. tenho vícios que cheguem p'ra troca:ofensivos, defensivos, subversivos,inofensivos. posto isto, em que é que ficamos?


e concordo plenamente com o que o nosso maculado viktor acima escreveu.

a-braços

8/1/08 20:54  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Poluem mais todos os carros do mundo num dia... do que todos os fumadores num século! Toda a gente parece ter esquecido isso... os tubos de escape não fazem de toda a gente fumador passivo? ou é gaseado passivo?? O tabaco aumenta o risco de cancro pulmonar?! Vão dizer isso aos anciãos do Gerês que fumam há setenta e mais anos!!!

10/1/08 10:33  
Blogger sophiarui said...

"closed door"

;)

13/1/08 12:45  

Enviar um comentário

<< Home